O CASAMENTO DE CRISTO: OS SACERDOTES SÃO “A NOIVA”

Os “sacerdotes” da primeira ressurreição são os “ungidos” com o óleo da justiça de Deus, são  “os animais limpos” da arca de Noé, são “as virgens prudentes” que se preservaram e “guardaram o óleo da unção” para iluminar seus caminhos até o Seu Esposo, Cristo.

Números 3:
3 Estes são os nomes dos filhos de Arão, dos sacerdotes ungidos, cujas mãos
(personalidade) foram consagradas para administrar o sacerdócio. (Deus desde o nascimento cuida da formação da personalidade dos Seus “ungidos”)

Mateus 25:
1 ENTÃO o reino dos céus será semelhante a dez virgens que, tomando as suas lâmpadas, saíram ao encontro do esposo.
2 E cinco delas eram prudentes, e cinco loucas.
3 As loucas, tomando as suas lâmpadas, não levaram azeite consigo.
4 Mas as prudentes levaram azeite em suas vasilhas, com as suas lâmpadas.
5 E, tardando o esposo, tosquenejaram todas, e adormeceram.
6 Mas à meia-noite ouviu-se um clamor: Aí vem o esposo, saí-lhe ao encontro.
7 Então todas aquelas virgens se levantaram, e prepararam as suas lâmpadas.
8 E as loucas disseram às prudentes: Dai-nos do vosso azeite, porque as nossas lâmpadas se apagam.
9 Mas as prudentes responderam, dizendo: Não seja caso que nos falte a nós e a vós, ide antes aos que o vendem, e comprai-o para vós.
10 E, tendo elas ido comprá-lo, chegou o esposo, e as que estavam preparadas entraram com ele para as bodas, e fechou-se a porta.
11 E depois chegaram também as outras virgens, dizendo: Senhor, Senhor, abre-nos.
12 E ele, respondendo, disse: Em verdade vos digo que vos não conheço.

Foram “ungidos” como Arão o foi, e o “óleo” (aquilo que gera efetivamente a “luz” na lâmpada) que faz “fluir” os “pensamentos justos” desde o início fora dado por Deus, pela “unção”.

Este óleo não pode ser compartilhado nem comprado, pois é Deus que o distribuiu desde antes da fundação do mundo, na próprio criação do primeiro Adão, do primeiro homem, à todos os que estavam escolhidos para estarem na Sua presença.

Sem a “justiça” natural e pronta para ser energizada pelo Santo Espírito de Deus, não pode o homem vir a estar na presença de Deus.

A “noiva” é também representada pelas pombas que desembarcaram primeiramente da Arca, ao voarem e não mais voltarem.

Creio ser óbvio, mas é bom fazer um comentário: o “casamento” a que me refiro não é aos moldes do que o mundo conhece. Devemos compreender que no plano espiritual não temos um corpo de carne, nem temos distinção entre homem e mulher da forma como vemos na carne.

No plano espiritual existe identidade para aquilo que se sabe, se crê, se pensa. É um mundo em que conhecimento, convicções e pensamentos são o “tudo”, são o que importa, são o que “é”. O corpo e sua simbologia, a matéria e o seu significado aqui, de nada vale para onde iremos, para o que realmente importa.

Lá não haverá mosquito nem pernilongo picando. Não haverá coceira, não haverá dor de nenhuma espécie, nem desconforto mental algum. Assim, para as coisas de Deus, relacionadas com Seu reino, devemos sempre ter em mente que o que importa é sempre fazermos o paralelo entre as coisas do mundo que possamos estar utilizando, apenas para expressar as coisas do alto, do reino de Deus, do plano espiritual que é onde iremos morar para sempre.

Por isso somos proibidos  de fazermos “imagens” das coisas entre o céu e a terra, ou seja, sobre as coisas espirituais, as coisas de Deus.

Esse mundo que vivemos é que é a “imagem” das coisas que estão lá, e não o inverso.

Devemos ser humildes e admitir isso, ou seja, que aqui não é o principal, e sim lá, onde o que importa é o que se sabe e o que se acredita para a formação de pensamentos. E estes pensamentos lá serão por demais poderosos, a ponto de criar o que aqui vemos, por exemplo.

E o “casamento” tem tudo a ver com isso, pois este significa uma união, onde Cristo e os Seus primogênitos serão um só, ou seja, o paralelo de “uma só carne” que temos no Evangelho que Cristo nos ensinou aqui. Esta união com Cristo é a união dos pensamentos com Ele, pois  pensamentos são nossos “corpos” lá.

Com isso, aquilo que é no Cristo, ou seja, a Verdade, a justiça e todos os atributos de Deus serão também na “esposa”, naqueles que terão também suas mentes fundidas em Cristo, alimentados para sempre e unicamente pela fonte de Vida, pela Verdade e Justiça eterna.

Isto fará dos que receberem dessa forma à Cristo (casarem com Ele) receberem a vida eterna, e serem feitos co-herdeiros de Deus, tornados Filhos dEle e sendo feitos por isso deuses como Cristo/Deus é.

Mas isso somente após saírem do corpo de carne corrupto (com seus constantes e indesejados desejos e vontades), tornados então finalmente puros e perfeitamente santos (maravilhoso isso!!)

Voltando, os sacerdotes serão “esposa” eterna de Cristo. Os demais do povo serão os convidados que atenderam o convite de Deus para a festa das bodas, para também beberem e comerem na festa, ainda que como convidados.

Nessa “festa espiritual” serão expulsos os que não possuem “trajes” apropriados, ou seja, não tem em seus corações motivos corretos e em suas mentes um conjunto de crenças sólido e verdadeiro de acordo com o Evangelho, gerando pensamentos dignos para a ocasião da festa.

 Genesis 8:
12 Então esperou ainda outros sete dias, e enviou fora a
pomba; mas não tornou mais a ele.
13 E aconteceu que no ano seiscentos e um, no mês primeiro, no primeiro dia do mês, as águas se secaram de sobre a terra. Então Noé tirou a cobertura da arca, e olhou, e eis que a face da terra estava enxuta.
(chegaram. Após as 18:00 hs de Jerusalém do dia 28 de outubro de 2011 será o aniversário do 7000º ano desse glorioso dia em que uma pomba chegou à terra prometida, onde o casamento irá começar em 19 de maio de 2012, quando todos os convidados estiverem desembarcados na Cidade Santa para a festa)

Isaias 60:
8 Quem são estes que vêm voando como nuvens, e como
pombas às suas janelas?
(primeiros a ressuscitar e a pisar a Cidade Santa, a terra prometida)
9 Certamente as ilhas me aguardarão, e primeiro os navios de Társis, para trazer teus filhos de longe, e com eles a sua prata e o seu ouro, para o nome do SENHOR teu Deus, e para o Santo de Israel, porquanto ele te glorificou.

Mateus 22:

2 O reino dos céus é semelhante a um certo rei que celebrou as bodas de seu filho;
3 E enviou os seus servos a chamar os convidados para as bodas, e estes não quiseram vir.
(o que se deve observar é que a “noiva” já foi escolhida, ou seja, se fala agora da “festa” e não da escolha da noiva. A noiva são os primeiros que ressuscitaram, são os  “sacerdotes” de Deus, as “virgens prudentes”, e os convidados que comparecerão à festa e nela permanecerão até o fim são os crentes da “segunda ressurreição”, da “segunda etapa”)

4 Depois, enviou outros servos, dizendo: Dizei aos convidados: Eis que tenho o meu jantar preparado, os meus bois e cevados já mortos, e tudo já pronto; vinde às bodas.
5 Eles, porém, não fazendo caso, foram, um para o seu campo, outro para o seu tráfico;
6 E os outros, apoderando-se dos servos, os ultrajaram e mataram.7 E o rei, tendo notícia disto, encolerizou-se e, enviando os seus exércitos, destruiu aqueles homicidas, e incendiou a sua cidade.
8 Então diz aos servos: As bodas, na verdade, estão preparadas, mas os convidados não eram dignos.
(os que estão em contato com as Escrituras, ouvem o chamado, mas continuam com suas soberbas e errôneas interpretações, se colocando em papel de destaque nesta história, não assumindo de verdade e em sinceridade sua absoluta incapacidade de ser/fazer/pensar qualquer coisa de bom e verdadeiro sozinhos, sem a interferência direta de Deus, pelo seu santo Espírito, e ainda marginalizam em suas “igrejas” os que os questionam sobre isso, mantendo suas errôneas formas de pensar, são de quem fala o SENHOR DOS EXÉRCITOS aqui)

9 Ide, pois, às saídas dos caminhos, e convidai para as bodas a todos os que encontrardes. (você está sendo convidado hoje leitor)
10 E os servos, saindo pelos caminhos, ajuntaram todos quantos encontraram, tanto maus como bons; e a festa nupcial foi cheia de convidados.
(os que “terão sede” – João 7:37)
11 E o rei, entrando para ver os convidados, viu ali um homem que não estava trajado com veste de núpcias.
12 E disse-lhe: Amigo, como entraste aqui, não tendo veste nupcial? E ele emudeceu.
13 Disse, então, o rei aos servos: Amarrai-o de pés e mãos, levai-o, e lançai-o nas trevas exteriores; ali haverá pranto e ranger de dentes.
14 Porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos.

Notem que os convidados para as bodas do casamento descrito não eram conhecidos pelo noivo, assim como também Cristo não conhecia as virgens loucas sem “óleo” em suas lâmpadas referidas em Mateus 25.

Mas o fato do Rei não conhecer os convidados na Sua festa de casamento, não implica que estes convidados dignamente trajados não façam parte de Seu povo. E devemos saber que estes convidados tiveram sede e fome, e foram até Ele, até a festa, e que se fartaram, atenderam assim o “chamado”, e que viveram em Seu Reino, mesmo não estando em Sua presença (ou donos de todo o conhecimento dEle, de todo o Saber, sendo “um com Ele”), e permaneceram seguros e felizes para sempre.

Serão separados os “bodes”, aqueles que, por exemplo, souberam do significado espiritual do dia 21 de maio e destas revelações a bem mais tempo, e estarão vigiando mesmo sem possuir o amor da verdade para se salvarem. Atenderam estes o chamado, mas não tem os “óculos 5D”/”óleo na lâmpada”/Espírito Santo organizando/inspirando seus pensamentos, e, sem trajes adequados em suas mentes, são postos para fora da festa.

Mateus 24:
43 Mas considerai isto: se o pai de família soubesse a que vigília da noite havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria minar a sua casa.

2Tessalonicenses 2:
10 E com todo o engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para se salvarem.

Mateus 25:
31 E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória;
32 E todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas;
33 E porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda.
34 Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo;


41 Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos;

Esta linda e maravilhosa festa começará agora em 19 de maio de 2012, quando todos estiverem ressuscitados, em seus novos corpos espirituais, estando assim devidamente “trajados”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s